Portal Zap - “Tesão lá em cima”, diz Solange Almeida ao implantar “chip da beleza”



“Tesão lá em cima”, diz Solange Almeida ao implantar “chip da beleza”
Conheça o procedimento
publicada em 12/07/2017

Você já ouviu falar no “chip da beleza”? Tendência entre as famosas, principalmente entre modelos, atrizes e pessoas ‘fitness’, o procedimento é um implante hormonal subcutâneo que promete acabar com a TPM e ainda ajuda na disposição física, mas que gera controvérsias entre os médicos. A cantora de forró, Solange Almeida, que deixou o Aviões do Forró para seguir carreira solo no início do ano, se submeteu ao processo nesta semana.

Solange Almeida (foto: reprodução/Instagram)

O procedimento aconteceu em Fortaleza, com o Dr. Fernando Guanabara Filho, responsável pela orientação e acompanhamento da cantora. “Estou devidamente chipada. É completamente indolor, você só leva aquela picadinha. É um procedimento que dura, em média, cinco minutos. E vou dizer, faz um bem…”, disse em sua rede social. 

Solange ainda intimou o noivo a fazer o procedimento, ao anunciar que em breve terá chip voltado ao público masculino. “Tesão lá em cima. E ainda tá chegando para o homem. Vai colocar em Leandro, hein?”, brincou. 

Conheça o “chip da beleza”
Além de eliminar os incômodos gerados pela mestruação, como a TPM e as dolorosas cólicas, entre outros benefícios do chip da beleza, está a diminuição de gordura corporal e da celulite, ganho de massa corporal, emagrecimento e disposição. Para as mulheres que querem evitar a gravidez, o chip é eficaz, pois seu principal composto, a gestrinona, uma substância derivada da progesterona, tem função anticoncepcional, e é capaz de interromper a mestruação. 

O procedimento para a implantação dura em média 10 minutos. Basta apenas uma anestesia local. A pequena incisão é feita na região da nádega. O “chip da beleza”, que não é fabricado no Brasil e é produzido por laboratórios de manipulação, é um tubo fino de silicone que tem entre 3 e 5 cm de diâmetro. O hormônio é liberado na corrente sanguínea por um período de seis meses. É contra indicado em mulheres que tenham menos de 18, e mais de 45 anos, que não tenham histórico de câncer de mama ou trombose.

Porém o implante hormonal tem suas consequências adversas, podendo surgir acnes, aumento da oleosidade na pele e no couro cabeludo, queda de cabelo, e até mesmo aumento de pelos no rosto. 

Para o Conselho Federal e Medicina (CFM), por não haver estudos científicos que comprovem os benefícios, malefícios e riscos à saúde, o uso de implantes hormonais como o “chip da beleza” não é recomendado.

Com informações do site UOL

Redação Portal Zap / Thiago Elias
TAGS: solange almeida, beleza, estética, chip da beleza